Pronomes Em Português

Pronomes Em Português 1

Os pronomes do português são os elementos deícticos que podem atribuir-se a uma entidade que intervém pela pregação verbal no idioma português. Do ponto de visibilidade gramatical, os pronomes têm uma distribuição igual aos nomes, entretanto no caso dos pronomes clíticos que precedem, necessariamente, os verbos conjugados. Do ponto de visibilidade semântico não têm referência fixa, porém de atalho. Pronomes pessoais Tónicos ou independentes (casos nominativo-vocativo e preposicional). Átonas ou clíticos (de casos acusativo e dativo). Interrogativos ou exclamativos (no geral). Em português, os pronomes pessoais conseguem expressar pessoa, gênero, número e caso.

São as palavras usadas para se mencionar a qualquer uma das três pessoas gramaticais, sem a utilização de um substantivo. Chamam-Se pronomes em razão de de acordo com a geração de gramática tradicional “substituídos” ou “equivalentes” a um nome ou sintagma nominal, quer dizer, têm os mesmos a respeito do que os nomes.

, Onde ele faz referência a alguém (ou animal ou entidade animada), que é designado por um nome de gênero masculino. Os pronomes pessoais átonas são clíticos verbais que realizam funções de equipamento direto ou utensílio indireto. Os “pronomes” reflexivos refletem a ação verbal para o sujeito; ou melhor, aquele que exerce a ação verbal (sujeito) é o mesmo que a recebe (utensílio). Tecnicamente os reflexivos são anáforas, porque a diferença dos pronomes genuínos, exigem um antecedente no domínio sintáctico local.

Como por exemplo: “Maria lava as mãos”, onde “você” cita-se a Maria, que é bem como quem faz a ação. Expressam a reciprocidade da ação verbal pra um sujeito plural ou múltipla, ou acontece simultaneamente entre dois ou mais indivíduos que a exercem uns a respeito os outros.

Nós, pra primeira pessoa do plural. Vos, pra segunda pessoa do plural. Se, para a terceira pessoa, incluindo você e vocês. Como por exemplo: “Andrea e eu não nos falamos”, onde “nós” diz-se a Andrea e a mim mesmo. Na tradição gramatical do português, a distinção entre adjetivos possessivos e pronomes possessivos (ainda que em algumas línguas, só há um tipo de possessivo, referidos também como pronomes possessivos). Em português os possessivos são usados pra denotar propriedade, proximidade ou conexão estreita com uma identidade e uma pessoa gramatical.

  • Bicicleta : Trezentos
  • As medidas de precaução, por exemplo massagem e automasaje
  • Noom Coach: Perda de gordura
  • Parenting Style Plays Key Role In Teen Drinking.[6] Consultado em: 10 de maio
  • Óleo de amendoim

Têm a mesma maneira que os adjetivos possessivos, concretamente, o pronome possessivo se forma com um artigo mais um adjetivo possessivo. Os pronomes possessivos expressam como os pronomes pessoais, gênero e número, contudo são invariantes segundo caso gramatical.

Tais como: “O nosso é melhor que o seu”, onde “nosso” e “teu” referem-se a materiais que pertencem, a nós e a vós, respectivamente. Os pronomes demonstrativos servem pra denotar uma fonte mutável (pessoa, animal ou coisa), de acordo com o grau de proximidade com o falante e o ouvinte.