‘Teste’ De Junho: Como Desvantagem Europeia Ou Superioridade Do Sul?

'Teste' De Junho: Como Desvantagem Europeia Ou Superioridade Do Sul? 1

Antes de qualquer coisa, discursar que o rugby não há desculpa pra derrota, nem ao menos ausências, nem cansaço, nada de nada. Ganha quem ganha. Ponto. E o derrotado, além de felicitar o vencedor precisa cumprir a tradição e fazer o corredor; isto em primeiro território.

eu Não amo de números, mas apoiam a minha hipótese. Tomemos um modelo: um internacional inglês disputado entre janeiro e junho, a Guinness Premiership, o VI Torneio Nações, a Heineken Cup e a Copa anglogalesa. O normal, com pausas incluindo, seria que jogou 12 jogos, quatro jogos de Seis Nações, 6 de Heineken Cup e quatro de Copa. Total 26 partidas de rugby, muitos deles de alto grau. De janeiro a junho, um jogador internacional da nova zelândia ou áfrica do sul joga o Super 14; máximo jogaria, chegando à encerramento, 15 jogos. A diferença é entre 10 e 12 partidas mais pro europeu. Os números são a toda a hora relativas, no entanto coincidiréis que os jogos são o normal pra um internacional.

  1. 3 Revolução de 1848. A “primavera dos povos” e o nacionalismo
  2. A Condecoração Francisco Morazán do Parlamento centro-Americano
  3. Laboratório de Caracterização Energética e Meteorológica (LACEM)
  4. Indultar e comutar as penas nos termos da lei
  5. O exercício do ônibus urbano em Euskadi cresce 5,1 % no primeiro semestre
  6. Relações: José Godoy Cruz (liberal)

Eu tenho visto muito cansados, os jogadores do Norte em ‘test match’ do passado mês de junho: fartos de rugby, desejando sair de férias e não enxergar a bola até a pré-temporada. Mas, esta ocorrência inverte-se em novembro.

O jogador do Sul chega carregado de partidos. Um internacional da nova zelândia joga mais ou menos, cinco jogos do Tri Nations e a Air New Zeland Cup, que é de treze dias, Quartas, semifinais e desfecho, de que fariam um total de 18 partidas com teóricos pausas.

Um sul-africano parecido; jogue a Currie Cup, com 14 jornadas, semifis e final, mais o Tri Nations, bem como de dezoito partidos. Enquanto o europeu está começando a temporada e chega com cinco ou 6 jornadas da liga e dois de Heineken.

8 partidas frente a 18, os mesmos dez de diferença de antes. Agora tudo são vantagens pro europeu: menos carga de jogos, joga em residência, deve obter o posto para o VI Nações… E, no entanto, perde a maioria dos jogos de frente pra nações do Sul.

Conclusão: as informações são capazes de dar uma definição pro miúdo funcionamento europeu em ‘teste’ de junho, no entanto não a dão para os de novembro. No decorrer do ano tudo se faz e o Sul ganha de modo frequente ao Norte, com mais jogos e com menos, em moradia ou fora, com mais ou menos incentivos.