Receitas enviadas por leitores

As Melhores Rotinas Para Receber Músculo
20 de março de 2018

Atualmente, a globalização trouxe o consumo de refeições rápidas a todos os países. Nos bairros e vilas da Costa Rica nunca faltam restaurantes ou locais onde se vendem frango frito, frango grelhado, batatas fritas, hambúrgueres, cachorros-quentes e pizzas. Falando em batata frita, vou deixar o link de uma receita que um dos leitores indicou na semana passada, vamos tentar produzir ela no site e criaremos um novo post, mas enquanto isso você pode ver aqui.

Também mais a abaixo falarei de Panetone, tem se tornado frequente o pedido de leitores por dicas e receitas de panetone. Mas ok, hmmm, é uma delícia mesmo!

como fazer panetone para vender

A pizza da costa rica, extremamente frequente e consumida, ocorre com queijo e tomates crioulos; leva carne moída, presunto, azeitonas, cebola e pimentão doce. Nas festas de aniversário é o tradicional arroz com frango acompanhado de feijão triturados, batatas tostadas e alguma salada, como a salada russa ou a salada de alface, tomate, abacate, coentro e palmito.

Também são muito populares pizza (especialmente a crioula), a carne assada, frango frito, a lasanha e os torresmos.

Durante a celebração bebem frescos, refrigerantes, cerveja, vinho, guaro ou café. Outras tradições enraizadas são a piñata, recheada de doces, chocolates e amendoim.

O tamal costa rica tem uma receita mais ou menos semelhante ao do resto da América Latina, com variantes próprias do país.

Durante esta época festiva também são tradicionais o consumo de maçãs, peras e uvas.

Entre as sobremesas são o tronco de natal, o bolo de milho, o creme de coco com doce ou doce de leite, a rosca de reis, os biscoitos de natal, o panetone, até a respeito de Panetones, vou aproveitar o gancho para deixar uma dica de como fazer panetone para vender.

Também é típico beber gemada, o que se pode comer a qualquer hora, mas a tradição é fazer isso durante a reuniões familiares.

Arroz com Palmito

Outro prato forte da Semana Santa é o arroz com palmito, que costuma ser acompanhado de salada russa ou mistura de flor de itabo envolvido em ovo.

Também é freqüente o consumo de picles e nos qual a sua receita, bem como os tamales mudos (pamonhas de milho recheados de feijão), tamales assados, pamonhas de milho, tamales de amido de milho e biscoitos.

Um dos alimentos favoritos para estas festas é o chiverre, com o que fazem méis, chiverre cristalizado, cabelo de anjo e tortas. Os turnos são festas que se fazem os povos da costa rica, seja em festividades cívicas, populares ou religiosas. Um dos aspectos mais representativos da vez é a presença das refeições tradicionais, as quais variam de acordo com a região do país. Estes alimentos populares são vendidos em postos denominados chinamos, que são barracas de feira com comida e bebida, música e pistas de dança.

As festas também apresentam atrações de feiras para entretenimento dos participantes: jogos mecânicos, disfarce, quilombola, montaria de touros e toureio a tica.

O Vale Central é uma depressão tectônica localizada no centro do país, na qual se assentam as principais cidades e habita a maioria da população.

A panela de carne é, talvez, o disco crioulo por excelência, que mistura a panela podre de origem espanhola com diversos vegetais e vegetais próprios da América. O trigo trazido em 1561 por João de Cavallón, iniciou seu cultivo na região de Santa Ana, e para 1577, foi construído o primeiro moinho da cidade. Este produto contou entre os tributos que tinham que pagar os indígenas e os conquistadores, o que os obrigava a sembrarlo junto aos seus cultivos tradicionais.

Devido a isso, na cozinha cartaginesa, destacam-se a sua padaria e pastelaria. Para o consumo familiar, as famílias cartaginesas cozinhavam pão e biscoitos de farinha de trigo em fornos artesanais. No final do século XVIII, o pão já era um produto presente na mesa tradicional dos cartagineses. ] e até licor de papa, uma variedade de vodka. Igualmente, o cacau é colhido na região do Caribe, desde a colônia, durante a qual os proprietários dos cacaotales eram fazendeiros que viviam na cidade.

Da mesma época datam bebidas cartaginesas tradicionais: a base de milho (tistes e pinoles), cacau (mornos e chocolates), leite (rompopes), além de toda classe de mistelas e xaropes. A proximidade com o Caribe propiciou o uso do coco na cozinha tradicional de exploração da costa de áfrica, sendo utilizado, nomeadamente, na elaboração de doces: bolos de coco, o mel-de-coco, cocadas e economia.

A base de arroz, como fazem outros doces como o arroz com leite, bolo de noivos (arroz com leite achiotado e cozido), alporas de arroz (são feitos combinando arroz envelhecido moída com ovos e manteiga) e refrigerantes de arroz. No que diz respeito a derivados de leite, destaca-se o queijo Turrialba e vários tipos de sorvete. Também são tradicionais os tamales mudos (com grãos moídos em vez de carne) que se consomem com freqüência na Semana Santa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: