Cometeis Desonestidade Sabendo?

Cometeis Desonestidade Sabendo? 1

O amor é um conceito universal a respeito da afinidade entre os seres, acordado de muitas formas de acordo com as diferentes ideologias e pontos de vista (artístico, científico, filosófico, religioso). Como De costume, e, essencialmente, no Ocidente, é entendido como um sentimento relativo com o afeição e o apego, resultante e produtor de uma série de atitudes, emoções e experiências. No assunto filosófico, o carinho é uma virtude que representa todo o afeto, a bondade e a compaixão do ser humano.

Também poderá ser explicado como ações dirigidas pra outros e baseadas na condolência, ou como este ações voltadas para outros (ou a si mesmo) e com base no amor. Neste último terreno, transcende do sentimento e passa a ser considerado a manifestação de um estado de alma, ou da mente, identificada em várias religiões com Deus ou com a potência que mantém unido o universo.

  • Um anjo mostra a frei Pacífico o trono preparado para san Francisco (Legenda Maior, VI,6)
  • 29 Carolina do Norte
  • Escreva uma frase com cada uma das frases propostas no exercício anterior
  • Mensagens: 4.150

As emoções associadas ao afeto são capazes de ser extremamente poderosas, chegando com frequência a ser irresistíveis. O carinho em tuas inúmeras formas, atua como sério facilitador das relações interpessoais e, devido à sua seriedade psicológica central, é um dos tópicos mais frequentes nas artes criativas (cinema, literatura, música).

algumas vezes, acontece que indivíduos, grupos humanos ou corporações disfarçam o teu posicionamento egoísta de altruísmo; é o que conhecemos como hipocrisia, e encontramos abundantes exemplos nesse jeito em publicidade. Reciprocamente, também podes transcorrer que, em um ambiente egoísta, um posicionamento altruísta é apto de egoísmo: Oskar Schindler proporcionou um prazeroso exemplo. Os seres humanos podemos fazer, em essência, os dois tipos de atitudes: perante uma delas somos altruístas e colaboradores, e sob a outra somos egoístas e concorrentes.

Existem pessoas inteiramente polarizados em direção a uma de duas atitudes por vontade própria; tendo como exemplo, os monges budistas estão completamente voltados pro altruísmo, e os praticantes do objetivismo, para o egoísmo. E também existem pessoas que combinam ambas as maneiras de ser, comportando-se, umas vezes, de modo altruísta e colaboradora, algumas, de modo egoísta e competitiva, e algumas, de modo parcialmente altruísta e competitiva.

Em algumas partes do mundo, predomina o altruísmo (Tibete), de modo que o egoísmo é visto em geral como algo negativo. E existem grupos humanos, onde ocorre o inverso. Todas as batalhas da história nasceram do egoísmo por fração de, no mínimo, um dos dois lados; todas as circunstâncias de conflito do ser humano vêm do egoísmo.

Richard Dawkins interpreta ambas as atitudes, como as expressões do instinto de conservação do ser (egoísmo) e da espécie (altruísmo). A melhoria parece decorrer a começar por processos que se sobrepõem entre si e progressivamente refinadas. A um nível neste instante, dá certo por intervenção de um fácil, gigantesco e irracional modo de ensaio e erro; os sucessos de um correto estado de organização facilitam a tua continuação. O budismo-se ao apego e a vontade como emoções negativas que assim como produzem ira e, em definitivo, do sofrimento.

Apego, desejo, raiva, medo e ignorância (como por exemplo, falta de clareza das causas do Duḥkha alheio) contribuem pra fortalecer o ego. Na filosofia budista, o amor real, o amor é compassivo, o amor e o ego são incompatíveis. Recentes estudos científicos têm demonstrado que a meditação budista produz um acrescento da atividade nas áreas cerebrais relacionadas com as emoções positivas e uma perda da atividade nas áreas relacionadas com a raiva e a depressão. O “egoísmo altruísta” é a filosofia das relações humanas pregada por Jesus cristo (“ama a Deus sobre isso todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”).

O altruísmo é a forma de perceber o amor, para Leibniz, que localiza que, se a pessoa de fato domina e busca o amor, você sempre terá alegria na felicidade de outro. Amar efetivamente, e de um modo desinteressado, não é outra coisa que encontrar entusiasmo nas perfeições ou na felicidade do utensílio.